Contactos




Tem alguma questão? Necessita de algum esclarecimento? Pode utilizar o formulário abaixo para enviar os seus comentários e entraremos em contacto consigo com a máxima brevidade possível.



Nome:

Email:

Assunto:

Mensagem:




Pode também contactar-nos pelas seguintes vias:


×

A “Casa da Avó Alice”



Antigo solar beirão pertencente a Artur Braz da Silva, Juiz de Paz e durante alguns anos responsável pelo registo civil da população, bisavô das actuais proprietárias.

Localizada na zona histórica de Torroselo, a sua construção remonta ao século XVI, conforme se pode verificar através de um umbral encontrado durante a reconstrução recentemente feita e incrustado numa parede da sala de jantar. Torroselo é atualmente uma freguesia de Seia, diocese e distrito da Guarda. Durante centenas de anos, teve a categoria de vila e sede de concelho, funcionando como câmara da Vila Torroselo.
Data de 1150 a primeira vez que esta localidade é mencionada num documento. Há também em arquivo uma carta de foral dada a Torroselo, nos fins do século XII, por D. João Teotónio, prior do mosteiro de Santo Cruz de Coimbra. Torroselo obteve foral outorgado por D. Manuel I em 15 de Maio do ano de 1514.

A freguesia de Torroselo, a partir do reinado de D. Manuel I, passou a ter justiças próprias, já no século XIX a câmara de Torroselo, era constituída por um juiz ordinário do civil, um vereador e um procurador.
Torroselo, uma freguesia que disfruta de vários centros históricos, como por exemplo a fonte dos mouros, que nos deixa um ar deslumbrante, onde também existe um Pelourinho e o cruzeiro inaugurado em 1941, tratando-se de um padrão comemorativo do centenário da Fundação e da Restauração de Portugal.

A atual igreja paroquial tem como orago Nossa Senhora do Rosário, com várias datas gravadas em granito desde a era de 1559, 1751 a 1850. Existem ainda algumas capelas, como a de S. João, que se situa no topo norte da povoação. A capela de S. Bento, onde todos os anos se realiza a tradicional festa religiosa na 2ª Feira de Páscoa. A capela de Nossa Senhora de Fátima, esta erguida no bairro da Cruz-Alta, e outra ainda, particular, da casa dos Abranches, também dita casa ou solar de Torrozelo, que foi do Dr. José Maria da Costa Brandão, seu descendente.

Esta casa foi fundada nos finais do século XV por Fernando Lourenço de Abranches, que depois de viúvo se ordenou, licenciou em Cânones e foi vigário-geral do bispado de Viseu e primeiro arcipreste e cónego da Sé de Viseu. Os seus descendentes, Abranches, senhores desta casa, mantiveram sempre na família o cargo de capitão-mor de Torroselo, bem assim como das restantes seis vilas da Universidade de Coimbra (Santa Marinha, Lagares, Vila Nova de Oliveirinha, Ervedal e Percelada). Torroselo teve cadeia, onde outrora, provavelmente, funcionaram os serviços municipais, depois a escola primária e já mais tarde a casa de ensaios da actual banda Torroselense estrela D'alva.

A magnifica “Casa da Avó Alice” dispõe de:



• 6 Quartos duplos, com TV, aquecimento e WC privativo;


• Sala de jantar com lareira;


• Sala de estar com lareira;


• Cozinha equipada com louças, frigorífico, fogão, micro-ondas, etc.



Sendo uma casa típica, muito acolhedora, equipada com tudo o que é necessário para passar uns dias calmos, descontraídos, respirando o ar puro das paisagens da Serra da Estrela, onde pode conhecer e desfrutar de muita cultura e gastronomia típica.


Ótima para "Famílias númerosas" e "Grupo de Amigos".


×

Locais de Interesse


Percurso / Itinerário / Roteiro


Porta aberta à Serra da Estrela e à sua grandeza natural. Às suas delícias, às emoções da neve e à pureza das paisagens que nos fazem sonhar.

Em tempo de férias, venha ver os encantos do nosso mundo rural, onde brilha o chão verde dos socalcos, as águas límpidas da Serra da Estrela e o sorriso das gentes que fizeram dos velhos vales glaciares novas terras de pão.

Deixando Seia pela EN 231, volte à esquerda em S. Romão, para ver o Rochedo Ciclópico da Cabeça da Velha, a cerca de 250 metros da Senhora do Desterro, um local onde existem oito capelas e se realizam as festas de S. Pedro e da Padroeira.

Mais abaixo passa o Rio Alva e, logo a seguir à ponte, parte um caminho que conduz ao Castro de S. Romão e às Grutas Proto-Históricas do Buraco da Moura. Continuando, encontra Lapa dos Dinheiros, conhecida pelas suas paisagens e trilhos de uma beldade extrema, onde encontra o famoso Corno do Diabo.

De volta a S. Romão, terra onde há diversas queijarias certificadas e veja os típicos coletes e as casacas de pastor bem como produtos típicos da região.

A acompanhar o Rio Alva desça até à Vila Cova à Coelheira e daí suba à EN 17, para no cruzamento de Catraia, descer ao espantoso anfiteatro de socalcos de Sandomil e as suas famosas Pontes Romanas, de novo à beira do Alva.

Para Valezim o caminho é sinuoso, cruza pinhais e castiçais, é panorâmico e passa por Corgas, S. Cosme, Tapadas e Sazes da Beira.

As terras de Valezim, sussurrantes de riachos e de rebanhos, mostram férteis leiras de milho à volta do casario, do antigo Pelourinho e da Igreja românica de S. Pedro.

Pela EN 231 passa-se ao Miradouro do Carvalhal e, em frente à mata dos Viveiros Florestais, volte à direita para Cabeça. A paisagem do magnífico Vale de Xisto de Loriga é grandiosa, juntamente com a sua notável Praia Fluvial – "Praia de Ouro" e "Bandeira Azul" -. Erga o olhar e veja, a fechar o vale, à esquerda os dois fraguedos graníticos da Penha dos Abutres e do Gato, separados pela ribeira de Loriga que escorre desde o Covão do Meio, a 1800 metros de altitude. Em frente, a crista xistosa que esconde o Vale do Alvoco, repondo o contraste entre duas rochas e dois mundos.

No meio o Homem e a sua epopeia de guardar a terra fértil, ao longo de milhões de socalcos deste vale encantado. Cabeça, Casal de Rei e Muro, são aldeias de xisto empoleiradas a ver passar as águas da Serra que aqui cruzam Pontes Medievais, e outros pontos históricos e cultura.

Em Vide juntam-se alguns caminhos e as águas oxigenadas, frescas e ricas em trutas das ribeiras de Loriga de Piódão e de Alvoco. Continuando pela EN 230 surge Teixeira inclinada perante as belezas do seu vale. A caminho de Alvoco, continue de mão dada com lindos panoramas, recantos com socalcos e as pequenas aldeias de xisto de Vasco Esteves.

Adiante é o impressionante Vale de Alvoco, com a ribeira a subir até à catedral cinzenta e branca da Torre, passando pela aldeia do Sabugueiro (a mais alta de Portugal), por entre um imenso balcão de socalcos, pinhais e soutos de castanheiros, onde habita variadíssimos animais únicos da região. Em Alvoco há um troço de Calçada Romana junto à rua principal, há o suave balir dos rebanhos, há o roçar dos teares seculares e levadas de água que proporcionam passeios a pé ímpares.

Regressando a Seia, pela EN 231, atravesse a cidade e a solarenga e nobre aldeia de Santa Marinha, a caminho das terras chãs de Santa Comba e Pinhanços para provar nas Quintas da Bica e de Sães alguns dos melhores vinhos do Dão, sub-região da Serra da Estrela.

Em Seia, disfrutará de uma belíssima cidade com um vasto leque de personalidades culturais, tais como o Museu do Pão - único e sublime -, Museu do Brinquedo, Museu Natural de Eletricidade, gastronomias desejáveis e apetecidas por todos os seus visitantes – Queijo genuíno, enchidos regionais e Vinhos de renome -.

Além dos programas histórico-culturais que se podem realizar um pouco por toda esta área, pode ainda visitar os concelhos de Gouveia, Manteigas, Guarda, Celorico da Beira, Fornos de Algodres e Oliveira do Hospital, onde existem outras alternativas igualmente interessantes para desfrutar da zona. Por exemplo, os amantes do desporto têm à sua disposição uma vasta lista de atividades que podem praticar, tais como, ski, Snowboard e Trenós, disponíveis no SKIPARQUE, passeios pedestres pela Serra, passeios de Todo-o-Terreno ou de BTT, no Parque Senhora dos Verdes, e ainda Parapente e Escalda, não esquecendo o famoso Kartódromo Serra da Estrela.

Para além destas localizações mais conhecidas é conveniente destacar / acrescentar estes pontos de visita: ×
×
Registo Nacional de Turismo:

Torre do Selo - Casa da Avó Alice - 8204 - Casa de Campo
Casa do Povo - 4325 - Casa de Campo
Casa da Canada - 4324 - Casa de Campo